19 de abril de 2023

Popularidade e falta de monitoramento fortalecem phishing por WhatsApp

O WhatsApp é uma das redes sociais mais populares no mundo, com mais de 2 bilhões de usuários ativos mensais. Devido a sua ampla utilização, muitos criminosos virtuais estão utilizando a plataforma para realizar phishing. Esse golpe é uma técnica utilizada por cibercriminosos para enganar os usuários e roubar informações pessoais, como senhas e números de cartão de crédito. O WhatsApp se tornou um ambiente propício para a disseminação, uma vez que as pessoas utilizam o aplicativo diariamente e muitas vezes não estão atentas aos riscos.

Popularidade do WhatsApp

A popularidade do WhatsApp é um dos principais motivos que torna a plataforma um ambiente favorável para a prática de phishing. Afinal, quanto mais pessoas estão na plataforma, maior é o número de possíveis vítimas. Além disso, os criminosos utilizam técnicas cada vez mais sofisticadas para atrair os usuários. Eles criam mensagens personalizadas, muitas vezes em nome de empresas ou órgãos governamentais, para dar a impressão de que o conteúdo é legítimo. Eles também utilizam técnicas de engenharia social, como a criação de perfis falsos ou a utilização de informações pessoais para ganhar a confiança das vítimas.

Falta de monitoramento

A criptografia de ponta a ponta presente no WhatsApp garante a privacidade das conversas, mas também dificulta a identificação de conteúdos maliciosos. Isso porque as mensagens são criptografadas no dispositivo do remetente e só podem ser descriptografadas no dispositivo do destinatário. Dessa forma, nem mesmo o aplicativo tem acesso ao conteúdo das mensagens. Outro fator que dificulta o monitoramento é a alta velocidade de disseminação das mensagens no WhatsApp. Como a plataforma permite o envio de mensagens para vários contatos ao mesmo tempo, os golpes podem se espalhar rapidamente antes mesmo que sejam detectados. Além disso, o WhatsApp não tem um sistema de verificação de identidade dos usuários, o que torna mais fácil a criação de perfis falsos.

Diante desses desafios, é importante que os usuários estejam sempre atentos aos riscos e adotem medidas de segurança, como verificar sempre a fonte das mensagens recebidas e não clicar em links suspeitos ou fazer download de arquivos desconhecidos. As empresas também devem se preocupar com a segurança de seus colaboradores e clientes, oferecendo programas de conscientização.

Acompanhe a Compugraf nas redes sociais para mais dicas de segurança e privacidade: LINKEDIN | INSTAGRAM 


A Compugraf possui soluções de segurança, privacidade e GRC que podem auxiliar na proteção de sua empresa. CONHEÇA NOSSO PORTFÓLIO.

Compugraf

Especialista em segurança de dados e certificada por parceiros reconhecidos mundialmente, a Compugraf está pronta para proteger sua empresa na era digital.

O que procura?