Ana Elisa Abddala Rocha 24 de março de 2023

O poder da inteligência artificial na criação de fake news

A Inteligência Artificial tem sido um campo em rápido desenvolvimento nos últimos anos. O que muitas pessoas não sabem é que ela está mudando não só o modo como lidamos com computadores, mas também o modo como lidamos com a vida em geral.

A IA já está sendo usada para automatizar processos, melhorar a produtividade de empresas e ajudar a tornar as tarefas diárias mais fáceis. Além disso, está sendo utilizada para ajudar a prever tendências de mercado, detectar fraudes e facilitar a tomada de decisões.

No entanto, a inteligência artificial tem seus malefícios. Um deles, que vem sendo muito usufuido, é a criação de fake news.

A criação de fake news por inteligência artificial

Os algoritmos de inteligência Artificial têm poder de criar conteúdos que parecem reais, mas não são. Por exemplo, os robôs podem usar dados para criar notícias falsas que imitam o estilo de conteúdo das notícias reais. Além disso, esse algoritmos podem ser usados para criar e distribuir conteúdo que já existe, mas que foi alterado para enganar os usuários. Por exemplo, ao criar versões modificadas de notícias reais para torná-las mais convincentes e atraentes para os usuários.

Essas fake news geradas por IA têm sido usadas para influenciar as opiniões das pessoas, confundir as verdades e alimentar as disputas políticas, como visto nas últimas eleições.

Essa tecnologia também está sendo usada para acelerar a velocidade com que as fake news são difundidas. Elas são espalhadas muito mais rapidamente do que as fake news humanas, o que significa que podem ter um impacto muito maior.

Exemplo recente foram imagens falsas do ex-presidente dos EUA Donald Trump sendo preso em Nova York que viralizou nas redes sociais. As fotografias foram criadas através do Midjourney, uma inteligência artificial que gera artes a partir de uma descrição textual.

A prevenção da disseminação de notícias falsas

Com a crescente utilização da tecnologia de Inteligência Artificial para criar conteúdos falsos, os governos e as empresas têm um papel fundamental na identificação e prevenção da disseminação.

O primeiro passo que os governos podem tomar é a criação de legislações que estabeleçam regras para o uso da IA. Estas leis devem estabelecer responsabilidades e punições para aqueles que má utilizam a tecnologia. Além disso, podem trabalhar com os provedores de serviços de mídia, como as plataformas de redes sociais, para desenvolver mecanismos de detecção de fake news. Isso permitiria que identificassem e bloqueassem as notícias falsas geradas, antes que disseminadas.

Já as empresas, podem oferecer programas para incentivar a conscientização sobre o uso de IA para seus colaboradores. Afinal, ela está sendo muito utilizada e em caso de incidentes, pode prejuticar uma organização inteira.

CONHEÇA NOSSO PROGRAMA DE CONSCIENTIZAÇÃO

—————————————————————————————————————————————–

Conte com a Compugraf para ajudar na segurança da sua empresa! 

FALE AGORA COM UM ESPECIALISTA

Compugraf

Especialista em segurança de dados e certificada por parceiros reconhecidos mundialmente, a Compugraf está pronta para proteger sua empresa na era digital.

O que procura?