Ana Elisa Abddala Rocha 28 de março de 2024

DREX: entenda como se preparar para a chegada do real digital e prevenir ciberataques 

A transformação do sistema financeiro através da digitalização trouxe uma série de inovações, incluindo a chegada das moedas digitais. No contexto brasileiro, uma iniciativa emblemática é o Real Digital (DREX), proposto pelo Banco Central do Brasil, que está em fase de testes. O DREX representa uma versão digital da moeda fiduciária brasileira, o Real, e está sendo desenvolvido com o objetivo de simplificar transações financeiras e tornar o sistema mais inclusivo, como o que ocorreu com o Pix e o Open Banking.  

Uma diretriz fundamental para o Real Digital é manter os elevados níveis de segurança e privacidade presentes nas operações do sistema bancário e de pagamentos. A tecnologia empregada será a mesma das criptomoedas, o blockchain, que consiste em um conjunto de informações interconectadas por senhas criptografadas, sendo considerado seguro. No entanto, apesar dessas inovações tornarem a jornada dos clientes mais interessante, também aumentam os riscos de ciberataques. 

A seguir, traremos os principais desafios que o DREX pode trazer nesse contexto e destacaremos estratégias de cibersegurança necessárias para empresas do setor financeiro se protegerem. 

> Leia mais: 9 riscos à segurança de dados de instituições financeiras 

Desafios do real digital e como combatê-los 

Segurança da comunicação e transação em blockchain 

Um dos pilares fundamentais da segurança digital no contexto das moedas digitais é garantir a segurança da comunicação e transação entre os nós da rede de blockchain. Pensando nisso, a criptografia robusta e a distribuição descentralizada dos dados em todos os nós da rede são essenciais para evitar manipulação ou interceptação maliciosa das transações. Além disso, a escolha de tecnologias avançadas pode fortalecer ainda mais a resiliência contra ciberataques. 

Tokenização 

Outro aspecto crucial da nova moeda digital é a tokenização. Esse processo permite que a rede de usuários que possuem moedas digitais valide e assegure a autenticidade das transações realizadas. É essencial garantir que o token esteja armazenado em locais seguros, com acesso exclusivo e controle sobre sua localização e utilização. As instituições financeiras desempenham um papel fundamental nesse processo, precisam utilizar infraestruturas robustas e práticas de segurança avançadas para proteger os ativos digitais de seus clientes. 

Sigilo e privacidade das transações 

Para além da segurança técnica, também é crucial garantir o sigilo e a privacidade das transações realizadas com moedas digitais. Questões relacionadas à proteção de dados pessoais e conformidade com regulamentações, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), devem ser cuidadosamente consideradas. A implementação de medidas de anonimização e pseudonimização dos dados, juntamente com a adoção de práticas de segurança de informações, é fundamental para proteger a privacidade dos usuários e garantir a conformidade com as leis e regulamentações. 

Resposta a incidentes e prevenção de fraudes: 

Diante do aumento dos ciberataques e crimes cibernéticos no setor financeiro, é essencial que as instituições estejam preparadas para responder rapidamente a incidentes de segurança e prevenir fraudes. Cibercrimonosos buscarão aproveitar as vulnerabilidades das instituições autorizadas, sejam elas tradicionais ou novas entidades que surgirão com o lançamento do DREX. A adoção de soluções avançadas de monitoramento e detecção de ameaças, como o SOC, juntamente com programas abrangentes de conscientização em cibersegurança para colaboradores e clientes, podem ajudar a mitigar o risco de ataques e proteger contra perdas financeiras. 

Conte com soluções específicas para diminuir os riscos de ciberataques

Nós, da Compugraf, desenvolvemos e gerenciamos soluções de Redes, Segurança da Informação e Gestão Integrada de Riscos, atuando na inteligência do combate às ameaças cibernéticas com profissionais altamente qualificados para apoiar sua empresa nos desafios de segurança digital. Tudo isso  

Atuamos através da metodologia do Framework do NIST, um dos mais poderosos do mercado. Por meio dele, conseguimos medir a maturidade de cibersegurança da sua empresa e identificar quais são os pontos críticos. Assim, te apresentaremos as soluções ideais para as necessidades do seu negócio. 

Converse com um de nossos especialistas para saber mais.  

Acesse também nossas redes sociais: Linkedin, Instagram, YouTube e Tiktok  

Compugraf

Especialista em segurança de dados e certificada por parceiros reconhecidos mundialmente, a Compugraf está pronta para proteger sua empresa na era digital.

O que procura?